COMPARTILHE

Na última quarta-feira (21), durante o Workshop Saúde Digital: desafios para a Bahia, realizado no auditório da Escola Bahiana de Medicina e Saúde pública, representantes dos governos estadual e federal das Secretarias de Saúde (SESAB) e de Ciência e Tecnologia da Bahia (SECTI),  as instituições de ensino públicas e privadas; Universidade Federal da Bahia (UFBA) , Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) assinaram um termo de cooperação para desenvolvimento de uma rede colaborativa voltada a construir ações estratégicas e integradas de Saúde Digital no Estado.

Para os organizadores  o encontro, que envolveu cerca de 250 participantes, divididos nos 3 Grupos de Trabalho , foi uma oportunidade para conhecer e dar continuidade às ações de ciberinfraestrutura, teleassistência, educação e saúde, assim como avançar a discussão e o desdobramento integrado no estado.

Segundo o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas,”a iniciativa contempla a implantação da infraestrutura necessária para prover Teleassistência e Informatização, o que significa que a tão sonhada integração de prontuários e a busca do prontuário único na Bahia estão mais perto do que nunca”.

O diretor da Atenção Básica, José Cristiano Soster, destacou a importância do momento e da assinatura do acordo de cooperação entre as instituições presentes, na garantia de promoção de melhorias na qualidade do ensino, da pesquisa e da atenção à saúde aos mais de 25 mil trabalhadores da assistência de Saúde da Família.

Adeilda Ananias, teleconsultora do Telessaúde, participou do GT de teleassistência, de acordo com a teleconsultora o ” workshop é uma importante ocasião para discutir e refletir a aplicação de tecnologias de sistemas de informação, em saúde digital, na perspectiva de aprimoramento nos serviços prestados à população’.