COMPARTILHE

*Adeilda Ananias Lima adeilda.ananias@saude.ba.gov.br

Estimular ações preventivas e campanhas educativas relacionadas ao câncer bucal; promover debates e eventos sobre as políticas públicas de atenção integral aos portadores do câncer bucal; e apoiar as atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil em prol do controle da doença são alguns dos objetivos descritos na Lei nº 13.230, que instituiu a Semana Nacional de Prevenção do Câncer de Boca, celebrada anualmente na primeira semana do mês de novembro.

E, como porta de entrada de todo o sistema de atenção em saúde, a Atenção Básica aparece como espaço privilegiado das ações de controle dos fatores de risco e diagnóstico precoce². Assim sendo, não podemos negligenciar a promoção da saúde. O diagnóstico precoce de lesões de boca deve ser uma ação desenvolvida sistematicamente pelas Equipes de Saúde Bucal na Atenção Básica². O diagnóstico precoce do câncer de lábio e cavidade oral está associado ao melhor prognóstico dos casos. Porém, é necessário garantir o início imediato do tratamento dos casos confirmados com objetivo à manutenção da qualidade de vida do paciente (6). Neste sentido, nós do Telessaúde, por meio da equipe de teleconsultoria em Saúde Bucal, selecionamos algumas de nossas produções e do Ministério da Saúde que podem servir como materiais norteadores para o desenvolvimento de ações de educação permanente das equipes de Saúde Bucal no seu município. Então, vamos conhecê-las?

MATERIAIS PARA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL*

Webpalestra: Câncer bucal – Sinais clínicos e diagnóstico

Nesta aula, são discutidas: lesões potencialmente malignas na boca; sinais clínicos de câncer de boca; diagnóstico do câncer de boca e epidemiologia da doença. O diagnóstico precoce seguido do tratamento apropriado para o câncer de boca é extremamente importante e se realizado tardiamente compromete a vida do paciente, além de aumentar as sequelas e complicações do tratamento.

Webaula – Manejo Odontológico do paciente em tratamento oncológico

Esta aula orienta os cirurgiões-dentistas quanto aos cuidados com o paciente que foi diagnosticado com câncer de boca e, que será submetido ao tratamento oncológico. Entendendo que para os cuidados da cavidade oral, o cirurgião-dentista precisa conhecer todo o processo dessa doença, bem como, acompanhar o seu paciente de maneira multidisciplinar, na perspectiva de proporcionar qualidade de vida para este paciente.

CONTEÚDOS PARA SE TRABALHAR COM A SUA COMUNIDADE

Ainda, como sugestão, visite as seguintes páginas:

1. Biblioteca Virtual em Saúde / Ministério da Saúde. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/701-cancer-de-boca
2. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Disponível em: https://www.inca.gov.br/publicacoes/folhetos
3. Portal do Ministério da Saúde. Disponível em: http://saude.gov.br/saude-de-a-z/cancer-de-boca

Não é demais ressaltar que, com ações educativas, estamos contribuindo para a redução dos efeitos da doença, como também dos prejuízos econômicos e sociais que ela provoca³.

*A seleção deste material foi realizada pela teleconsultora de Odontologia, Adeilda Ananias Lima,  cirurgiã-dentista, sanitarista, especialista em Saúde Integral à Família com ênfase na Estratégia de Saúde da Família, especialista em Micropolítica da Gestão e Trabalho em Saúde. Caso queira esclarecer outras dúvidas sobre este e outros temas, realize uma teleconsultoria por meio da nossa plataforma: http://telessaude.ba.gov.br/ofertas/teleconsultoria/

REFERÊNCIAS

1.Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. A saúde bucal no Sistema Único de Saúde [recurso eletrônico] – Brasília; 2018; 350 p.
2. Brasil. Ministério da Saúde. Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Núcleo de Telessaúde Espírito Santo | 21 ago 2018 | ID: sof-40640. Como realizar o diagnóstico do câncer de boca?
3. Mesquini MA, Molinari SL, Prado IMM. Educação em saúde bucal: uma proposta para abordagem no ensino fundamental e médio. Arq Mudi. 2006;10(3):16-22.
4.Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. O Câncer e seus fatores de risco. O que a educação pode evitar? / 2ª edição – Rio de Janeiro, RJ (INCA) – 2013.
5.Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Instituto Nacional de Câncer. – INCA, Falando Sobre Câncer da Boca. – Rio de Janeiro: INCA, 2002 52 pág. Ilustrações.
6.Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Intervalo de tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento oncológico dos casos de câncer de lábio e cavidade oral. Novembro de 2020.