COMPARTILHE

As vacinas aprovadas no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial até o, momento são: a Coronavac (Sinovac e Instituto Butantan) e a ChAdOx 1 nov-19 (AstraZenica e Oxford). No caso de gestante, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) recomenda a vacinação para gestantes e lactantes pertencentes ao grupo de risco, com uma avaliação cautelosa dos riscos e benefícios, sendo essa decisão compartilhada entre a mulher e o médico prescritor.¹ ² ³  É importante a avaliar o nível de exposição comunitária, assim como da paciente e do feto e eficácia da vacina bem como eventos adversos, já que estudos realizados atualmente em nosso país não incluíram os grupos de gestantes e lactantes. Vale ressaltar que as vacinas nos dias de hoje disponíveis são categorias B e nos estudos realizados em animais não foram observados efeitos teratogênicos. ¹ ² ³

As mulheres que foram vacinadas inadvertidamente e estavam grávidas, devem ser tranquilizadas sobre a baixa probabilidades de risco e encaminhadas para acompanhamento pré-natal. A vacinação inadvertida deverá ser notificada no sistema de notificação e-SUS notificar como um “erro de comunicação” para fins de controle.¹ ² (4)

 

Referencias

  1. Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis. Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações. Informe Técnico: Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Brasília, DF; 19 Jan 2021 [citado em 22 Jan 2021]. 37 f. Disponível em: https://www.conasems.org.br/wp-content/uploads/2021/01/1611078163793_Informe_Tecnico_da_Campanha_Nacional_de_Vacinacao_contra_a_Covid_19-1.pdf.

 

  1. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Recomendação Febrasgo na Vacinação gestantes e lactantes contra COVID-19. São Paulo; 18 Jan 2021 [citado em 05 Fev 2021]. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/1207-recomendacao-febrasgo-na-vacinacao-gestantes-e-lactantes-contra-covid-19.

 

  1. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Complemento à Recomendação Febrasgo na Vacinação gestantes e lactantes contra COVID-19. São Paulo; 03 Fev 2021 [citado em 05 fev 2021]. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/1211-complemento-a-recomendacao-febrasgo-na-vacinacao-de-gestantes-e-lactantes-contra-covid-19.

 

  1. Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis. Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações. Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19. Brasília, DF; 16 Dez 2020 [citado em 22 Jan 2021]. Disponível em: Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis. Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações. Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19. Brasília, DF; 16 Dez 2020 [citado em 22 Jan 2021]. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2020/dezembro/16/plano_vacinacao_versao_eletronica-1.pdf.