COMPARTILHE

O TRM-TB está indicado, prioritariamente, para o diagnóstico de tuberculose pulmonar e laríngea em adultos e adolescentes. Sua sensibilidade em amostras de escarro de adultos é de cerca de 90% sendo superior à da baciloscopia. O teste também detecta a resistência à rifampicina, com uma sensibilidade de 95%.1

O TRM-TB está indicado nas seguintes situações:

  • Diagnóstico de casos novos de TB pulmonar e laríngea em adultos e adolescentes incluindo as populações de maior vulnerabilidade;
  • Diagnóstico de TB extrapulmonar nos materiais biológicos já validados;
  • Triagem de resistência à rifampicina nos casos de retratamento e nos casos com suspeita de falência ao tratamento da TB.

A baciloscopia do escarro, desde que executada corretamente em todas as suas fases, permite detectar de 60% a 80% dos casos de TB pulmonar em adultos.

A baciloscopia de escarro é indicada nas seguintes condições:

  • No sintomático respiratório, durante estratégia de busca ativa;
  • Em caso de suspeita clínica e/ou radiológica de TB pulmonar, independentemente do tempo de tosse;
  • Para acompanhamento e controle de cura em casos pulmonares com confirmação laboratorial.

Como também pode detectar bacilos mortos ou inviáveis, o TRM-TB não deve ser utilizado para diagnóstico nos casos de retratamento (reingresso após abandono e recidivas). Nesses casos, o diagnóstico da TB deve ser feito com baciloscopia de escarro e cultura para micobactérias, seguida do teste de sensibilidade antimicrobiano (TS) para verificação de resistência aos fármacos, e o TRM-TB poderá ser utilizado apenas para triagem da resistência à rifampicina.

Referências:

1Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Manual de Recomendações para o Controle da Tuberculose no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde; 2019. 364 p.