COMPARTILHE

Em linhas gerais, não há alimentos proibidos para a pessoa com diabetes. Recomenda-se uma alimentação regular e fracionada em torno de 3 em 3 horas para evitar hipoglicemia e descontrole da fome, preferir alimentos in natura ou minimamente processados e evitar os ultraprocessados. A inclusão de fibras dietéticas com a ingestão de cereais integrais, leguminosas, frutas frescas e vegetais, e gorduras boas como azeite, frutas oleaginosas, peixes e carnes magras, bem como o controle no consumo de açúcar, sal, frituras, colesterol e gordura saturada constituem hábitos alimentares saudáveis para todas as pessoas, inclusive para quem tem Diabetes.1,2

Também não estão proibidas as frutas com índice glicêmico mais elevado como o melão e a melancia que aumentam a glicemia mais rapidamente. O mais importante é controlar o tamanho da porção, ingerir uma fruta média por vez ou porção picada de em torno de 150g.1,2 O consumo de fibras solúveis está associado à melhoria do controle glicêmico e à diminuição da concentração de lipídios no plasma em pessoas com diabetes do tipo 2.3 Desse modo, orienta-se consumir as frutas, preferencialmente com casca ou bagaço por possuírem maiores quantidades de fibras, acompanhadas com leite, aveia, linhaça e granola diet ou como sobremesa após as refeições.1,2

Legumes e verduras são alimentos muito saudáveis. São excelentes fontes de várias vitaminas e minerais e, portanto, muito importantes para a prevenção de deficiências de micronutrientes. Além de serem fontes de fibras, fornecem, de modo geral, muitos nutrientes em uma quantidade relativamente pequena de calorias, características que os tornam ideais para a prevenção do consumo excessivo de calorias e da obesidade e das doenças crônicas associadas a esta condição, como o diabetes e doenças do coração. 3,4

Para as pessoas com Diabetes Mellitus tipo 2 e nefropatia, dependendo do grau de comprometimento da função renal, faz-se necessária a redução de potássio e proteína na dieta alimentar. Quando o nível de potássio sanguíneo está elevado, indica-se a redução no consumo de alimentos ricos em potássio, tais como:3

 

 

 

 

 

 

Há muitos mitos por trás da banana, laranja, manga, caqui e uva, mas não há fundamentos, pois tratam-se de frutas de médio e baixo índice glicêmico1,2. Os carboidratos simples como açúcar, mel, açúcar mascavo, garapa, melado, rapadura, doces em geral e alimentos industrializados que contenham açúcar devem ser evitados ou substituídos por adoçantes não calóricos.3

DeCS/MeSH: Diabetes Mellitus. Consumo de alimentos. Alimentação.

Referências

1Brasil. Ministério da Saúde. Blog da Saúde. Promoção da Saúde. Tire suas dúvidas sobre a alimentação para pessoas com diabetes [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2018. [acesso em 2019 dez 12]. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53635-tire-suas-duvidas-sobre-a-alimentacao-para-pessoa-com-diabetes

2Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed. 1. reimpr. Brasília: Ministério da Saúde; 2014.

3Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus. (Cadernos de Atenção Básica, n. 36). Brasília: Ministério da Saúde; 2013.