COMPARTILHE

Apesar de ser mais comum em idosos, pessoas mais jovens podem ter catarata precoce.

A catarata é uma opacidade do cristalino, lente natural do olho, que perde a sua transparência de forma progressiva devido ao envelhecimento dos olhos. No entanto, alguns fatores podem acelerar a opacificação do cristalino  em qualquer idade, inclusive em recém-nascidos.

Segue abaixo, as principais causas e tipo de catarata adquirida de forma precoce:

  1. Catarata congênita é causada por mutações genéticas ou infecções na gravidez;
  2. Catarata traumática ocorre principalmente por trauma ocular contuso, como por exemplo, um acidente automobilístico ou pancada no olho;
  3. Outras causas de catarata podem estar relacionadas ao uso prolongado de medicamentos sistêmicos ou tópicos, sendo mais comum com o corticoide;
  4. Os pacientes diabéticos, em geral descompensados, podem ter catarata precoce devido ao aumento da glicemia que causa retenção de água no cristalino e dessa forma perde a transparência;
  5. Existem também as cataratas secundárias a outras doenças oculares como uveíte e após cirurgias de glaucoma e retina;

Os principais sintomas e sinais da catarata são embaçamento da visão, piora da visão à noite, alteração constante do grau e percepção que as cores estão menos nítidas;

O tratamento da catarata é cirúrgico que visa remover o cristalino opaco( lente natural do olho) e colocação de uma lente intraocular artificial para melhorar a visão;

O diagnóstico da catarata é realizado através do exame oftalmológico. A cirurgia é indicada pelo médico oftalmologista quando a catarata evolui dificultando as atividades rotineiras devido ao comprometimento da visão.

 

Texto: Tessa Mattos, médica oftalmologista especialista em Retina CRM-BA 22106.

Líder do Ambulatório  de Oftalmologia da Sesab/Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba).