COMPARTILHE

O Ministério da Saúde emitiu uma Nota Técnica acerca da utilização da máscara caseira baseado em pesquisas que apontam que a sua utilização impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou boca do usuário no ambiente, garantindo uma barreira física ao vírus que vem auxiliando na mudança de comportamento e diminuição de casos. Reforça assim o lema: “Eu protejo você e você me protege”. As referidas máscaras podem ser feitas com tecido de algodão ou tricoline ou cotton ou TNT, usando pelo menos duas camadas (dupla face). Alguns cuidados são essenciais, como:

  1. O uso da máscara caseira é individual, não devendo ser compartilhada entre familiares, amigos e outros.
  2. Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.
  3. Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar;
  4. Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la na rua, não fique ajustando a máscara na rua.
  5. Ao chegar em casa, lave as mãos com água e sabão, secando-as bem, antes de retirar a máscara
  6. Remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente.
  7. Faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária (2,0 a 2,5%) por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável).
  8. Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão.
  9. Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão.
  10. A máscara deve estar seca para sua reutilização.
  11. Após secagem da máscara utilize o com ferro quente e acondicionar em saco plástico.
  12. Trocar a máscara sempre que apresentar sujidades ou umidade.
  13. A  máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano
  14. Descartar a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida.
  15. Ao sinais de desgaste da máscara deve ser inutilizada e nova máscara deve ser feita.

 

O USO DAS MÁSCARAS CASEIRAS É MAIS UMA INTERVENÇÃO A SER IMPLEMENTADA JUNTO, E NÃO EM SUBSTITUIÇÃO, COM AS DEMAIS MEDIDAS RECOMENDADAS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE COMO O DISTANCIAMENTO SOCIAL, A ETIQUETA RESPIRATÓRIA E HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS VISANDO INTERROMPER O CICLO DA COVID-19.

 

REFERÊNCIAS

  1. BRASIL, Ministério da Saúde. NOTA INFORMATIVA Nº 3/2020-CGGAP/DESF/SAPS/MS. [Documento eletrônico]. Acesso em: 6abr2020. Disponível em: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46645-mascaras-caseiras-podem-ajudar-na-prevencao-contra-o-coronavirus