COMPARTILHE

RESPOSTA DIRETA:

Na literatura pesquisada não encontramos indicação de um creme dental específico para gestante, com validação científica. Se refluxo ou vômito se tornar um problema maior, poderá a paciente ser orientada para enxaguar a boca logo após vomitar com uma solução enxaguante bucal com flúor. Fazendo esta ação, neutraliza ácidos gástricos e evita a erosão dentária. A instrução quanto à higiene bucal, raspagem supra gengival e a aplicação tópica de flúor pode ser realizada em qualquer época do período gestacional sem oferecer perigos ao feto. Todavia, durante o primeiro trimestre, a maioria das pacientes pode apresentar indisposição, enjoos matutinos e náuseas à menor provocação, fatores que podem dificultar o atendimento odontológico². Conforme Regezzi, Sciubba (1993), erosão nos dentes é possível durante a gravidez devido a enjoos frequentes. Repetidas regurgitações podem danificar a estrutura dental devido ao ácido estomacal que literalmente dissolve esmalte e dentina.

COMPLEMENTAÇÃO:

A gestação é um acontecimento fisiológico, com alterações orgânicas naturais, mas que impõe aos profissionais da saúde a necessidade de conhecimentos para uma abordagem diferenciada. O estado de saúde bucal apresentado durante a gestação tem relação com a saúde geral da gestante e pode influenciar na saúde geral e bucal da criança¹.

Na anamnese é indispensável obter um relato de sua história sistêmica e de seus antecedentes familiares com informações sobre sua saúde geral³. Contato com o obstetra pode ser eventualmente necessário. A boa higiene bucal desde o início da gravidez pode assegurar uma gengiva sadia. O uso de fluoreto pré-natal não é recomendado, pois sua eficácia não tem sido demonstrada¹.

A remoção mecânica do biofilme dental com a correta higienização por meio da escovação e do uso do fio dental constitui uma estratégia universal, eficaz, simples e de baixo custo na medida em que possibilita a desorganização e a remoção do biofilme, atuando diretamente na redução da prevalência das doenças periodontais inflamatória³. Ressaltando-se também que o fato da limpeza interdental regular estar diretamente associada a melhores resultados na higiene bucal, com redução do biofilme dental e da gengivite. Para alcançar sucesso no controle mecânico individual, devem-se unir as ações de educação em saúde bucal e a motivação de forma continuada³.

Higienização bucal e controle da dieta deverão ser transmitidos à gestante, na perspectiva de prevenção da cárie e outras doenças periodontais. Não devemos esquecer que a gestação é um acontecimento fisiológico, com alterações orgânicas naturais, mas que impõe aos profissionais da saúde a necessidade de conhecimento para uma abordagem diferenciada. O estado de saúde bucal apresentado durante a gestação tem relação com a saúde geral da gestante e pode influenciar na saúde geral e bucal do bebê. (Ministério da Saúde).

Sempre que possível, deve ser feito o contato com o médico responsável pelo acompanhamento da gestação da paciente, para troca de informações, visando ao plano de tratamento odontológico e à avaliação da relação risco/benefício potencial quanto ao uso de medicamentos. Tal procedimento, além de ético, tem um efeito psicológico de extrema importância na gestante (4).

REFERÊNCIAS:

1 Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde Bucal. Cadernos de Atenção Básica nº 17. Brasília; 2006:92p.

  1. Scavuzzi AIF, Rocha MCBS. Atenção odontológica na gravidez: uma revisão. Rev Fac Odontol Univ Fed Bahia. 1999.
  2. Saúde Coletiva: métodos preventivos para doenças bucais / organizadores, Léo kriger, Samuel Jorge Moysés, Simone Moysés; Coordenadora, Maria Celeste Morita; autor: Antônio Carlos Pereira. – São Paulo: Artes Médicas, 2013.
  3. Terapêutica medicamentosa em odontologia / Organizador, Eduardo Dias de Andrade. – 3.ed. –São Paulo: Artes Médicas, 2014.

Teleconsultoria respondida por: Adeilda Ananias de Lima, Teleconsultora de Odontologia. Cirurgiã-dentista, especialista em Saúde Integral à Família com ênfase na Estratégia da Saúde da Família e em Saúde Coletiva.