COMPARTILHE

Estudos em animais demonstram que a aplicação tópica de óleo de semente de girassol acelerou o processo da cicatrização no 7º e 21º dias, reduzindo a área e aumentando a contração das feridas por promover a aceleração da formação do tecido de granulação e a epitelização2.

Notaram também, que, para ocorrer uma completa epitelização do tecido, houve a necessidade maior de tempo em relação às feridas tratadas, que demonstraram total epitelização, maior atividade das células fibroblásticas na síntese da matriz extracelular, especialmente, fibras de colágeno e uma quantidade leve de células inflamatórias. De acordo com os resultados obtidos, os autores concluíram que o uso tópico do óleo de semente de girassol acelerou o processo de cicatrização, podendo ser utilizado como alternativa terapêutica de uso tópico1.

O óleo de girassol é uma substância extremamente rica em ácido linoléico. Atua como mediador pró-inflamatório a fim de ocasionar um aumento da migração de leucócitos e macrófagos1.

 Bibliografia selecionada 

1Morais DCM, Barros PO, Tamos EF, Zuim NRB. Ação cicatrizante de substâncias ativas: d-pantenol, óleo de girassol, papaína, própolis e fator de crescimento de fibroblastos. FOCO. 2013 jan-jun; 4(4): 83-98.

2Ferreira AM, Souza BMV, Rigotti MA, Loureiro MRD. Utilização dos ácidos graxos no tratamento de feridas: uma revisão integrativa da literatura nacional. Rev Esc Enferm USP 2012; 46(3):752-60.

3Brasil. Biblioteca Virtual em Saúde. Atenção Primária à Saúde. Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes. Segunda Opnião Formativa: Quais plantas medicinais são indicadas para cicatrização de feridas?[Internet]. Núcleo de Telessaúde Santa Catarina. 2015 jan 26.[acesso em 2019 fev 08]. Disponível em: http://aps.bvs.br/aps/quais-plantas-medicinais-sao-indicadas-para-cicatrizacao-de-feridas/