COMPARTILHE

Educação Permanente utilizando a Teleconsultoria como estratégia pedagógica para as Equipes de Saúde da Atenção Básica da Bahia

          Adeilda Ananias* adeilda.lima@saude.ba.gov.br

Caro colega, você sabia que um caminho para a qualificação da Estratégia da Saúde da Família (ESF) é o desenvolvimento de ações efetivas de Educação permanente (EP)? Nesse sentido, o Ministério da Saúde, em 2007, objetivando desenvolver ações de apoio às equipes da atenção básica (AB) e utilizando tecnologias de informação e comunicação à distância, implantou o Programa Telessaúde Brasil, hoje Telessaúde Brasil Redes¹.

Entre as ofertas dos Núcleos de Telessaúde encontramos a teleconsultoria, consulta registrada e solicitada por profissionais de saúde. Você, então, poderá perguntar sobre questões clínicas, organização do serviço, educação em saúde, assim como planejamento em saúde, todas relacionadas ao seu fazer cotidiano, utilizando uma plataforma virtual para esta ação. O profissional tem na Teleconsultoria um importante apoio pedagógico e assistencial no dia a dia de suas atividades. A Teleconsultoria,  que pode ser solicitadas via texto ou vídeo em nossa plataforma,  busca ainda, apoiar a decisão clínica quando existe a necessidade de atendimento pela atenção especializada, fortalecendo o papel de coordenação da rede da AB qualificando o cuidado ofertado. Entendendo que a concretude do processo de Telessaúde não se limita a interação virtual entre um solicitante e um teleconsultor por meio de tecnologia dura e, sim uma segunda opinião na perspectiva de qualificar o atendimento ao paciente.

Dentro da equipe de Saúde Bucal , o  cirurgião-dentista é a categoria profissional da equipe que mais solicita Teleconsultorias. Outras categorias profissionais que também se destacam quanto a solicitação da temática em Saúde Bucal são os enfermeiros, agentes comunitários de saúde e médicos. Entre os tipos de Teleconsultoria mais requerida  por todos os profissionais solicitantes é a tipo texto, em que o profissional envia sua pergunta através da plataforma, e recebe a resposta na forma de texto em até 72 horas após solicitação.

Importante frisar que o serviço de teleconsultoria preza pelos valores éticos, pela credibilidade, humanização e satisfação dos profissionais solicitantes².

Além dessa oferta o profissional dispõe de outras como a Tele-educação, Segunda Opinião Formativa (SOF) e Telediagnóstico.

Quanto as demais ofertas trataremos em nosso próximo encontro, o qual você,  prezado colega,  não  pode perder.

Até breve!

REFERÊNCIAS:

1. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Nº 35 de 4 de Janeiro de 2007. Institui, no âmbito do Ministério da Saúde, o Programa Nacional de Telessaúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2007.

2.  BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Telessaúde para Atenção Básica / Atenção Primária à Saúde / Universidade Federal do Rio Grande do Sul. – Brasília: 2012.123 p.

 

* Adeilda Ananias – Teleconsultora em Odontologia, sanitarista, especialista em Assistência Integral à Saúde, com ênfase no Programa Saúde da Família, especialista em Micropolítica da Gestão e do Trabalho em Saúde. Possui experiência profissional na Estratégia de Saúde da Família.