COMPARTILHE

Neste primeiro trimestre de 2019, o Telessaúde Bahia já contou com um público de 10.299 participantes da Bahia, durante as 26 seções de webpalestras ao vivo, além de 1.549 de outros 20 estados do Brasil. O Telessaúde é uma estratégia do Governo do Estado da Bahia, sob a gestão da Secretaria da Saúde, com o objetivo de qualificar o processo de trabalho dos profissionais de saúde da atenção básica em sua prática diária e, assim, prestar melhor atendimento aos cidadãos.

Com participação de 288 municípios baianos, todos os encontros são abertos ao público de todo o país, sem a necessidade de inscrição prévia. Com gravações e o material para consultas disponíveis no site do TelessaúdeBA (www.telessaude.ba.gov.br), a escolha dos temas é baseada em indicadores epidemiológicos regionais, temas de destaque nacional e de relevância para a saúde pública. Por exemplo, durante o período da campanha de vacinação, a webpalestra “Calendário Nacional de Vacinação”, contou 1.069 participantes ao vivo e 12 estados brasileiros, demonstrando a importância em trazer temas que estão destaque no cotidiano das Equipes de Saúde da Família.

Em reunião entre o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e o representante do Conass, Jurandi Frutuoso, realizada em janeiro, o secretário reforçou que investir no fortalecimento da Atenção Primária é a chave para resolver até 95% das causas de adoecimento da população e reduzir o agravamento de doenças crônicas. As ofertas do Telessaúde dialogam diretamente com a qualificação do cuidado, sendo as ofertas de tele-educação as que alcançam o maior número de profissionais de saúde, como 2018 quando mais de 38 mil profissionais assistiram às webpalestra e/ou participaram dos minicursos disponibilizados.

Outro destaque da oferta é capacidade de integração entre as diversas áreas da secretaria, como a Diretoria de Gestão do Cuidado (DGC), que trabalha também na lógica da qualificação do profissional na ponta e utiliza o Telessaúde como um dos caminhos para alcançar esse público. “Desde 2017, alguns encontros aconteceram, o que oportunizou a construção coletiva de estratégias de capacitação dos profissionais da Saúde Bucal, por exemplo. Um dos métodos utilizados foi a análise das teleconsultorias do ano anterior, onde as dúvidas mais frequentes são categorizadas, subsidiando o planejamento das ações de tele-educação do ano corrente”, explica a representante da área Técnica de Saúde Bucal da Diretoria de Gestão do Cuidado (DGC), Julie Eloy.

É possível destacar o papel do Telessaúde no controle social, com a realização de webpalestras voltadas para as pré-conferências municipais, com participação de membros do Conselho Estadual e Municipais de Saúde e publicação de boletim sobre o tema voltado para os profissionais.

As ofertas do TelessaúdeBA reforçam a proposta de Governo de garantir a efetiva ampliação da cobertura da atenção básica com resolutividade, tendo a Saúde da Família como principal estratégia, já que com qualificação dos profissionais da Atenção Básica contribuem na resolução dos problemas de saúde da população no âmbito da atenção primária, e assim diminuir a superlotação dos hospitais de urgência e emergência estaduais.